Sexta-feira, 14 de Setembro de 2007

Contem-me histórias

Estava com algumas dificuldades, admito, em assumir uma posição face ao "Caso Socolari".

 

Se por um lado é verdade que um soco de um seleccionador, ainda por cima falhado (se é para fazer, que seja bem feito), não ajuda nada à imagem do país (depois de João Pintos e Sá Pintos e tal) e é facilmente conotado com mau perder (o que também não será mentira), também é verdade que as circunstâncias a isso ajudaram - golo ilegal a 4 minutos do fim, provocação do sérvio (não é nenhum santinho), cabeça quente, etc...

 

Nunca gostei do Scolari como pessoa. Lamento. Já como treinador é diferente. Também não morro de amores pelo estilo confrontacional do Mourinho e era quem queria a treinar o Benfica. Também não me importava de ter lá o Scolari, veja-se. Mas não gosto do que diz nem como diz.

 

Mas voltando à questão da posição. Hoje de manhã percebi que não tenho de ter posição nenhuma. Pelo menos relativamente a isto. O homem até já veio dizer que se arrependeu (já o comunicadozinho dos jogadores, percebendo-se a intenção de apoiar o treinador, é capaz de não ajudar muito... - tipicamente a UEFA vai reagir da forma abrutalhada do costume "Ai é, ai apoiam, então toma lá suspensão de 6 meses que é para aprenderem").

 

É que a questão central no meio disto tudo é que empatámos com a Sérvia em casa. Markus Merck ou não, a Sérvia, nas palavras do treinador, até jogou melhor.

 

Depois do empate com a Arménia fora - na altura, segundo o seleccionador, um resultado que não era mau. Por amor de Deus...

 

Depois de novo empate com a Polónia em casa. E já tínhamos perdido na Polónia...

 

Constata-se que 10 jogos depois, temos 4 vitórias, 5 empates e 1 derrota, estamos em terceiro (com um jogo a menos) a 4 pontos do primeiro. Se ganharmos os 4 jogos até final (Azerbeijão fora, Cazaquistão fora, Arménia em casa e Finlândia em casa), o 2º lugar é certo e se calhar o 1º (a Polónia tem de ir à Sérvia, e recebe a Bélgica). O calendário é acessível, mas, a jogar assim, está longe de ser fácil...

 

Se o seleccionador foi aplaudido, com justiça, pelo 2º lugar no Euro 2004 e pelo 4º no Mundial 2006, também deve assumir as responsabilidades por esta campanha menos que brilhante (Bélgica, Sérvia, Finlândia e Polónia caraças!), aceitar ser criticado e dizer muito claramente que os últimos 4 jogos são para ganhar. Acho que o tempo do discurso "o empate nem é mau" já passou...

 

Mas à bruta, à Scolari, tipo "a genche vai ganhá esses quatro jogos do mata-mata, nem que eu me f#*@ todo!"

 

Assim sim, este episódiozinho deprimente é esquecido.

 

Claro, se ganharmos mesmo. A 21 de Novembro saberemos.

 

Eu a 22, graças à diferença horária PARA A NOVA ZELÂNDIA... (haja dinheiro)


publicado por JNA às 02:24
link do post | dissertar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.dissertações recentes

. Ano Novo, Blog Novo

. 64 Fotos NZ

. Nova Zelândia, resumo da ...

. Chuck Norris

. Quase, quase 11 meses

. O smog nao engana

. Parece que Portugal e des...

. Let's go to the movies

. Decisoes, decisoes

. Quero o meu quarto, a min...

.dissertações anteriores

.tags

. todas as tags

.outros dissertadores

.My Visual DNA

Read my VisualDNA Get your own VisualDNA™
blogs SAPO

.subscrever feeds